The 20/20 Experience 2 of 2

setembro 30, 2013 8:35 pm

2020-parte2

Finalmente! Ao mesmo tempo em que parece que foi ontem que vim aqui fazer resenha de The 20/20 Experience e morri de tanta paixão, os dias se arrastaram desde a confirmação de que a segunda parte do álbum estaria à venda a partir do dia 30 de setembro. Principalmente depois do comentário “A segunda parte do álbum é mais dançante do que a primeira, embora tenha um tom um pouco mais escuro” que fez a apaixonada por bad boys em tempo integral aqui ter taquicardia, isso porque eu não imaginava que Justin, muito de brincation with us, disponibilizaria o álbum no iTunes uma semana antes para ouvirmos. Sentei calmamente na frente do computador, abri o player e respirei fundo. Depois de toda sua engenhosidade em se reinventar na parte um, trazendo um disco polêmico, que exalava classe o que podíamos esperar?

15086_183805501805977_377978772_n

Eu definitivamente sou uma apaixonada pela primeira parte, mas confesso que ouvindo Dress On (a safadinha do álbum) não podia deixar de sentir saudade daquela safadeza/ordinariedade sensualidade mais aflorada, então se passam 13 segundos de Gimme What I Don’t Know (I Want), me recosto na cadeira e sorrio. Era isso! Ao ouvir pela segunda e terceira e quarta vez se pode afirmar que The 20/20 Experience 2 of 2 é a volta daquele Justin que nós tanto amamos em FS/LS, misturado com esse cara sofisticado e impecável que mistura harmoniosamente batidas inusitadas (Cabaret, Drink You Away), dançantes (TKO, Murder), sexies (True Blood, Only When I Walk Away) e orquestras (Amnesia, minha queridinha <3). Tudo isso, ainda nos dando pausas instrumentais para apreciarmos sua voz perfeita (Not A Bad Thing e o fim espetacular de Amnesia).

-

Nem é preciso dizer que a junção dessas duas personalidades eleva o álbum a um outro nível, mesmo que pensássemos que ele já tinha alcançado todos. Em sua empreitada de resgatar traços do pop, flertando com os anos 70 (Take Back The Night, You Got It On) Justin trouxe um álbum contemporâneo, sólido, fazendo valer cada segundo dos 74 minutos (ou 83, se considerarmos as duas faixas bônus, Blindness e Electric Lady).

jtt

Em suma, mais um sucesso, mais uma prova de que esse (e o próximo) são OS anos para JT e que nossa espera foi recompensada, que a exaltemos. Todo esse processo de lançar dois álbuns e seis singles em menos de um ano foi ousado, até mesmo arriscado, mas, seja acabando com os coleguinhas no RiR, se apresentando em everywhere, ou criando polêmica em seus clipes, Justin mostrou a todos que estava mais do que preparado, não só para inovar, mas para se tornar um parâmetro quando se fala em pop.

tumblr_inline_mjku77wq4n1ql6fhu

tumblr_msflgsNxUE1qgg4jpo2_500

 desculpa gente, não aguentei haha

Texto: Marcie



Categoria: