Hoje eu tirei a tarde de folga

julho 11, 2017 9:13 pm

Hoje eu tirei uma tarde de folga. Sim, em plena terça-feira. Não foi nada planejado, na verdade, meu tempo off se deu graças a uma entrevista cancelada por falta de lugar pra gravação. Saí do estágio no início da tarde e já comecei a pensar nos trabalhos pra colocar em dia, nos freelas que tenho que entregar na semana que vem, na sala que precisava de um aspirador. Pensei. Parei. Tirei uma tarde de folga!

Não corri atrás do ônibus, peguei o próximo. Desci tranquila e esperei o sinal verde pra atravessar (o que nem sempre acontece). Cheguei, pendurei a chave no lugar certo e coloquei a roupa mais confortável; Catei o livro de moda que quero ler desde o início do ano – e que só fico renovando na biblioteca – e me joguei no sofá. Fiz chá. Li! E li algo que eu queria de verdade depois de meses de textos acadêmicos!

Encontrei um amigo de longa data e fui tomar café. ‘Vamo ver um filme?’ Pensei em tudo que tinha pra fazer na minha lista mental e então, com muita força, ignorei. 1h30 de filme, mais conversa e volta pra casa. A sala ainda precisa ser limpa, os trabalhos ainda estão pendentes, agora, eu? Eu, sem dúvidas, estou mais leve, mais tranquila, mais feliz de ter passado uma tarde deliciosa fazendo todas as coisas que costumo deixar para uma outra hora. 

É absurdo o quanto a gente se culpa por precisar dar um tempo de tudo, olhar para si, respirar e fazer aquilo que ‘nunca dá’. Até quando nos permitimos ‘tirar folga’, a cobrança de todas as pendências ainda está ali, em um cantinho, pronta para nos cutucar. Eu tive uma tarde ótima e se pudesse ser Pedro Bial e dar só um conselho sobre o futuro: não esqueça de tirar folga de vez em quando. Folga das tarefas, da rotina e, principalmente, da consciência pesada de ter que render o máximo e dar conta de tudo a todo momento. Eu sei que todo mundo sabe disso, mas não custa reforçar: o mundo não vai acabar só porque você tirou um tempinho para cuidar de si. E, caso tenha dúvidas disso, que tal testar e ver o que acontece?

Texto: Marcie


Categoria: